WINTER

Pés tocam a superfície congelada
Estrelas pontilham o céu noturno
Cai a neve em flocos flutuantes
Apenas uma casa de madeira marrom
Existe nos arredores silenciosos
Brilha o vidro da janela embaçada
Amarelo forte do lampião aceso
Vejo a trilha de pegadas que formei
No terreno branco fofo perto da porta
Solitude. Contemplação. Paz.
Escuto corpo e pensamentos
Posso ouvir a natureza
O frio é lindo!
Estou vazio fecundo
Eu sinto o Cosmos
Sou mais um pinheiro a reverenciar
Tao, Consciência invisível, Insondável
Aspiro à sapiência suprema
Conhecer a mim mesmo
Quero o poder absoluto
Dominar a mim mesmo

Gabriel Lopes Garcia é professor de Física e poeta. Trabalha com projetos educativos de divulgação científica, escreve textos didáticos de ciência e colabora em periódicos de arte e poesia.


Uma vez
Mensal
Anual

Apoie a Trama e nos ajude a continuar crescendo!

Fazer uma doação mensal

Fazer uma doação anual

Escolha um valor

R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

DoarDoar mensalmenteDoar anualmente

Deixe uma resposta