VIVER NU E CRU

 Às vezes é bom deixar fluir o que não se pode controlar
 Às vezes a falta de ação é a ação que nos impede de errar
 Às vezes os "nãos" da vida só vêm pra nos ensinar
 E nós, tolos, buscamos, razões pra não aceitar
  
 É que somos crianças mimadas sem idade pra rolar no chão
 Somos um comboio, não só de cordas, mas também de frustração
 É que somos tão imaturos que queremos realização
 de todos os desejos, ocultos, que causam alucinação
  
 Às vezes a dor que corta é a mesma que conserta
 Às vezes a palavra torta é a que nos faz andar em linha reta
 É preciso jogar o orgulho fora
 Parar de cozinhar a emoção
 Viver nu e também cru do ego e sua manifestação
  
 É que não podemos perder mais uma encarnação
 Oportunidade implorada pra busca da redenção
 Não estamos sozinhos (nunca) no caminho da evolução
 Às vezes é preciso a luta pra entender que nada é em vão! 

Ariane Bertante é poetisa. Pensa que escrever é a arte de se expressar, e de outra maneira não sabe ser: Escrever é sua forma de amar (e odiar). Ela bebe um vinho ou um café, sonha com sonetos e canções para o leitor exausto e eufórico se deleitar em devaneios (eternos devaneios).


Uma vez
Mensal
Anual

Apoie a Trama e nos ajude a continuar crescendo!

Fazer uma doação mensal

Fazer uma doação anual

Escolha um valor

R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou digite um valor personalizado

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

DoarDoar mensalmenteDoar anualmente

Deixe uma resposta