17 de Maio

Por um segundo qualquer
Esqueci de pulsar
Sabe aquelas marcas 
Que pediste por fé?
Que prometeste curar 
Como uma música em ré?

Anteontem elas tentaram sumir
Mas sabe aquelas palavras 
Que te faziam rir?
Ainda pulsam
Ainda gritam
E ensurdecem-me

Fizeste minha vista embaçar 
Pra além de minha miopia
No meu céu e luar
Assisti estrelas em guerra 
Que aconteciam de dia

É, teu daltonismo fez zombaria
E do meu casulo quebrado
Construí minha utopia
Acredita em mim, é sério!
Cê nunca conseguiria
Sou um arco-íris tricolor
Tinto em filosofia

Meu azul e rosa convergem
E colorem a bandeira 
Posta em minha lua
O roxo enfim aparece
E tua vista em sépia 
Te impede de ver
Minha mais sã loucura

Hoje acordei com seus gritos
Mas cê esqueceu que eu grito mais alto
Jogado em meio a detritos
Com outros aflitos 
No mesmo balaio

Minha voz em contralto 
Desafinada e rouca
Exigiu-me o salto
Pisei em minh'alma
Virei-me ao contrário
Para a Ataraxia de junho
Gritei: "é maio!"

Benjamin Pascal é um homem bissexual cisgênero; estudante, além poeta e compositor. Amante do cinema, músico artesanal e um provável artista de Schrödinger.


Galeria

Apoie pautas identitárias. Em tempos de cólera, amar é um ato revolucionário.


Versão Impressa – Edição Conceito

Exemplar impresso da edição conceito da Trama, contendo os 10 textos mais lidos até sua diagramação. Autores selecionados: Ricardo Cristófaro, Dane de Jade, Enrique Coimbra, Gyovana Machado, Frederico Lopes, Caroline Stabenow, Gabriel Garcia, Marcus Cardoso, Kariston França, Paola Frizeiro, Luisa Biondo.

R$35,00


Clique na imagem para acessar a loja virtual da Bodoque!

Deixe uma resposta