Dia Internacional de Luta

Merecemos sim felicidade todos os dias das nossas vidas. Mas 8 de março não é só um dia feliz para nós!

O Dia Internacional de LUTA das mulheres em si, já é uma conquista e relembra as muitas que morreram lutando por nossos direitos conquistados e as outras tantas que ainda morrerão sem justiça pelas mãos do machismo, da violência, do estado, até que sejamos todas realmente livres.

O Brasil ocupa o quinto lugar no ranking dos que mais matam mulheres, especialmente negras e pobres, e estamos longe de conquistar equidade de gênero.

Que nunca se perca em nossa memória que quem conquistou nosso direito ao voto, à educação, ao mercado de trabalho, à liberdade sexual (e inclusive o direito de gozar), foram muitas de nós que saíram de seu conforto para mudar a estrutura desse sistema.

Nenhum dos nossos direitos caíram do céu ou vieram de graça nessa sociedade. Essa sempre foi desigual, em sua maioria patriarcal. Sempre nos ditou limites, ditou que éramos inferiores e incapazes, que devíamos nos submeter e aceitar. E quem prova diariamente o contrário, somos nós mesmas, com a nossa teimosia, resistência e força.

Que esse dia nos inspire pra seguirmos ainda mais fortes em todos os outros dias do ano. Que as tantas meninas guerreiras, que nascem e renascem em nós, nos motivem a seguir no front batalhando pelos direitos de muitas que ainda virão.


8M

Movimento das Trabalhadoras sem Terra(MST)
Inauguração do Armazém do Campo, Belo Horizonte / 2017


Isis Medeiros nasceu em 1989 no interior de Minas Gerais. Graduada em Design pela escola de Design de Minas Gerais, UEMG. Trabalha como fotógrafa documentarista e desenvolve projetos autorais voltados a defesa dos direitos humanos. Integra coletivos de fotografia e comunicação e colabora com mídias impressas e eletrônicas no Brasil e no exterior.


Versão Impressa – Edição Conceito

Exemplar impresso da edição conceito da Trama, contendo os 10 textos mais lidos até sua diagramação. Autores selecionados: Ricardo Cristófaro, Dane de Jade, Enrique Coimbra, Gyovana Machado, Frederico Lopes, Caroline Stabenow, Gabriel Garcia, Marcus Cardoso, Kariston França, Paola Frizeiro, Luisa Biondo.

R$35,00


Clique na imagem para acessar a loja virtual da Bodoque!


Galeria

Apoie pautas identitárias. Em tempos de cólera, amar é um ato revolucionário.

Deixe uma resposta