Fome de mim

Sem brinco, sem barba,
Sem pelo, sem nada,
Busco renascer.
Quero voltar a ser
O que um dia fui.
Um barro virgem,
Um desconhecido burro,
Um corpo em vertigem.


Pra seguir a dança,
Não basta uma dama.
Tampouco, basta esperança. 
Pra seguir a dança,
É preciso estar em mudança,
Desconhecer toda e qualquer previsão,
Jamais esperar pelo refrão
E pisar descalço onde não tem chão.

Guilherme Couto  tem 20 anos, faz engenharia na UFJF, mas vem da região serrana do rio. É apaixonado por arte e fã do modernismo brasileiro. Escreve pra se descobrir


Versão Impressa – Edição Conceito

Exemplar impresso da edição conceito da Trama, contendo os 10 textos mais lidos até sua diagramação. Autores selecionados: Ricardo Cristófaro, Dane de Jade, Enrique Coimbra, Gyovana Machado, Frederico Lopes, Caroline Stabenow, Gabriel Garcia, Marcus Cardoso, Kariston França, Paola Frizeiro, Luisa Biondo.

R$35,00


Clique na imagem para acessar a loja virtual da Bodoque!


Galeria

Apoie pautas identitárias. Em tempos de cólera, amar é um ato revolucionário.

Deixe uma resposta