(respir)Ar

 E hoje eu decidi
Decidi deixar-te ir
Decidi cuidar de mim
Decidi cuidar destas feridas que habitam há tanto tempo em meu ser


Meu corpo já está fraco
Tonto, louco, desconfigurado
Aquele amor mascarado,
hoje decidi deixá-lo ir


Tu foste bom enquanto durou
Maltratou, jogou, amassou
Brincou com fogo,
achando que era flor


E hoje decidi ir
pra bem longe destas lembranças
E hoje decidi desatar
estes laços que já me Apertaram Tanto
Sufocaram Tanto


E hoje respirei pela primeira vez
E hoje senti o doce ar da Liberdade do Amar
-A.

Entre Nossas Linhas é uma página de Instagram criada por duas amigas que encontraram na arte de escrever um refúgio.



Galeria

Apoie pautas identitárias. Em tempos de cólera, amar é um ato revolucionário.


Cadastre-se e receba as edições por e-mail!

Deixe uma resposta