Poesia é Assombro

 “Pois poesia é assombro”
Que assombra minha alma
E assopra as palavras
Em meu ouvido
Descendo pelos meus braços e atingindo
As pontas de meus dedos
Para chegarem em teus olhos
Envolvendo teu sistema desequilibrado
Ou falsamente intacto
Para que sintas tamanho assombro
Vê as sombras que existem em ti também?
Mentiroso aquele que diz que nunca foi assombrado pelas lembranças do passado
Aquele que nunca sentiu frio em pleno verão
Assombro que passa de mim a ti através das sombras que vos escrevo e chegam em teu coração e lhe causam aperto
Pois poesia é sombra, é luz
-A.

Entre Nossas Linhas é uma página de Instagram criada por duas amigas que encontraram na arte de escrever um refúgio.


Clique na imagem acima e acesse a loja virtual da Bodoque!


Galeria

Apoie pautas identitárias. Em tempos de cólera, amar é um ato revolucionário.

Deixe uma resposta