Pausas

As janelas daquilo que me transporta estavam escancaradas e preparadas para o vendaval.
Refleti.
Dei as mãos ao silêncio da composição e me fiz vulnerável ao que me conduziria a enxergar. Refleti.
Percebi e apreciei 

Com considerável e inenarrável admiração,

Os preenchimentos de vários hiatos.
Refleti.
O sol se virou para iluminar os portais,

Que também abrigavam “A Caixa Especial”.
Luz e lembranças dançaram ao som dos ensinamentos da calmaria. 

Essa, já não se sustentava mais como sinônimo de distração. 

Ergueu suas forças e se impôs como nata observadora.
Hiato e construção. 

Vazio e vida.

Contrariando o paradoxo entre os pólos, 

Absorvi todo o estímulo que pude do silêncio. 

Me muni com suas lições – e que grandes lições! 


“Agora, pra mostrar-lhe como surgir algo bom do mal, nesses cinco anos, li todos os livros da biblioteca da escola de negros. (…) Quando decidi falar, eu tinha muito a dizer.” – Maya Angelou.

Nossos hiatos contam grandes histórias.


Larissa Valladares é filha, admiradora dos “pormenores” da vida e aspirante ao serviço social.


Algumas imagens que estão na Trama foram enviadas pelos autores sem as devidas referências. Se, porventura houver imagens sobre as quais você tenha os direitos sobre ela, por favor entre em contato conosco através do e-mail: contato@artebodoque.com.

Gostou do conteúdo da revista? Cadastre-se e receba por e-mail as próximas edições da Trama!

More than 90% of the estimated 300–500 million malaria cases that occur worldwide every year are in Africans, mainly in children under five years of age, but most countries are moving towards better treatment policies. World Health Organization.

Visite nossa Loja Virtual!

Deixe uma resposta