A Inspiração está Fora Daqui

As atividades mais corriqueiras do dia são aquelas que mais passam despercebidas pelas pessoas. Bom, a menos que você seja um artista voraz e cheio de vontade de criar.

Nós não conhecemos bem o seu lugar de origem, mas são inúmeros as sensações, os cheiros, as cores, os sons, os sentimentos que evocam à palavra com “i” mais recorrente de alguém que é criativo. E não, não é imaginação, ou insônia, a palavra é inspiração.


Pode parecer uma abordagem muito Millennium, mas recentemente eu criei uma playlist em uma plataforma de streaming chamada “Fim de filme/Inspiração”. Minha ideia foi tentar fazer um rápido exercício de memória e reunir as canções que me fazem revisitar aquele “momento final de um bom filme” – não necessariamente a música do filme, mas a sensação. Acredito que é aqui que a inspiração encontra seu lugar. O encontro de memórias afetivas com algum sentido físico, seja ele visual ou sonoro. De alguma forma, o momento em que o enredo se encerra, os arcos dos personagens são concluídos e me inspiram e me fazem atribuir isso a outras mídias que me trazem novas sensações, a ponto daquilo se transformar em novas ideias.

O mais engraçado é que só percebo isso quando faço esse processo de “combinatividade” quando estou naquela etapa “folha em branco” do processo de criação.


Sabendo que a inspiração vem desse lugar quase metafísico, colocar a culpa em fatores externos para a falta de criatividade ou para o ócio criativo é um erro que muitos artistas cometem.

Muitas vezes faltam ideias, ou elas se tornam escassas rapidamente por que faltam também experiências fora da sua área de atuação.

Combinar ideias e criar algo novo a partir delas só é possível quando a origem da inspiração vem de lugares inustados. Fazer essa ponte de uma sensação que se transforma em uma relação subjetiva, que se transfoma em inspiração para criar, talvez seja o caminho mais curto em direção à criações belíssimas.


Sem inspiração? Vá olhar o mundo, só volte quando se perder experimentando.


Beto Martins é ilustrador e artista gráfico, fundador do Viana Black Estúdio. InstagramPortfólio.


Gostou do conteúdo? Assine gratuitamente a Trama receba por e-mail as próximas edições!

Deixe uma resposta